O que você precisa saber antes de comprar um barco

Saber qual o modelo mais adequado ao seu perfil, calcular os gastos fixos e tirar habilitação náutica são alguns dos cuidados que se deve ter antes de tornar esse sonho realidade

Cuidado para não comprar um barco inadequado para seu desejo de uso

Ter um barco disponível para aproveitar a vida em alto mar a qualquer momento que se queira é sonho de consumo de muita gente. Mas realizá-lo exige muito mais do que o valor de compra da embarcação. “É preciso analisar com cuidado qual o barco mais adequado para o seu estilo, ter consciência dos gastos fixos e, acima de tudo, envolver a família no seu sonho”, Marcos Pacheco, sócio da Vip Náutica, revendedora exclusiva do estaleiro Schaefer em São Paulo. Marcelo Simonini, da Viper Power Sports reforça: “Não adianta comprar um barco ideal para represa e colocar no mar, ou vice e versa, que a pessoa certamente vai se frustrar”.

1- Pesquise muito bem qual o melhor barco para o seu estilo e possibilidades financeiras. Há modelos de diferentes tamanhos, potência e sofisticação para agradar perfis variados: daqueles que querem um lugar para curtir com os amigos, àqueles que gostam de pescar, mergulhar ou apenas aproveitar a família.

2- O valor da embarcação dependerá de seu tamanho e configuração. Quanto mais pés, potência e personalização nos acabamentos você quiser, maior será o investimento.

3- Marinheiros de primeira viagem devem dar preferência a barcos novos ou seminovos, que oferecem menor risco de problemas e vêm com maior prazo de garantia. Deixe para se arriscar quando tiver maior conhecimento técnico sobre o assunto e puder avaliar melhor a escolha.

4- Compre um modelo de marca conhecida em loja autorizada ou com procedência garantida . Isso reduz a possibilidade de levar gato por lebre, além de garantir maior assistência e consultoria técnica. E, assim como acontece com carro, o peso da marca importa.

5- Não deixe para comprar barcos no verão . Com o calor, a crescente procura tende a elevar os preços e tornar o produto escasso.

6- Ter um barco significa ter um lugar para guardá-lo. Esse custo fixo varia de marina para marina, mas sai, em média, R$ 50 por pé do barco. Isto é, um barco de 30 pés exigirá pagamento mensal de R$ 1.500. Não se esqueça de prevê-lo no orçamento.

7- Caso decida pernoitar em outra marina saiba que uma taxa de visita será cobrada para que você possa utilizar a infraestrutura local.

8- Outro custo que não pode ser esquecido é o do próprio combustível. Pense bem nele quando for escolher o motor da embarcação . Para ter uma ideia, um barco de 16 pés, com motor de 50 hps, consome, em média, 12 litros de gasolina por hora, enquanto um barco de 36 pés, com dois motores de 320 hps chega a usar 140 l/h.

9- Equipar a embarcação com acessórios de segurança e lazer como coletes salva-vidas, apitos, sinalizadores, caixa de primeiros-socorros, boias, sistema de TV e som, GPS, radar, etc é inevitável e em alguns casos, obrigatório. Prepare-se para mais essa despesa.

10- Antes de sair navegando será necessário obter algumas documentações junto à Marinha, tais como o seguro obrigatório e o Título de Inscrição de Embarcação (TIE). Não saia sem elas a bordo.

11- Obrigatório é também tirar a habilitação náutica (Arraes amador), exigida pela Marinha do Brasil para qualquer pessoa que for navegar em território nacional. O processo exige aula teórica e prática.

12- Fazer um seguro do barco é mais do que indicado. Os valores costumam variar de 2% a 4% do preço da embarcação.

13- Revisões periódicas devem ser previstas e levadas a sério. O ideal é fazer uma pausa a cada seis meses ou a cada 50 horas de uso.

14- Se quiser um pouco de mordomia e apoio para navegar , pense em contratar um marinheiro. Além de pilotar o barco para você também curtir o passeio, limpar e abastecer o barco, ele ajuda com o serviço a bordo. O contrato mensal desse profissional custa a partir de R$ 1.500. Mas é possível valer-se de um free lancer.

15- Caso não queira contratar um marinheiro, saiba que ao menos um lavador será necessário para garantir a manutenção e limpeza do barco durante o período em que você não estiver usando.

Fonte:  IG Luxo

Leave a Reply

o-que-voc-precisa-saber-antes-de-comprar-um-barco-marcelo-lara-negcios-imobilirios
%d bloggers like this: