Corretor de Imóveis – 11 Dicas de Marketing de Baixo Custo

Muitos amigos corretores de imóveis tem me perguntado como divulgar seus serviços e aumentar suas vendas, Encontrei algumas dicas de varias empresas que falam de ações de marketing de baixo-custo.

São dicas simples mas que podem ser adaptadas e usadas em muitas situações no mercado imobiliário.
1. Seja seu Próprio Garoto Propaganda. Apesar de ficar na região oeste de São Paulo, o ateliê de sapatos da empresária e designer Priscila Callegari atrai clientes do outro lado da cidade. O segredo? Ela circula por toda São Paulo usando suas próprias criações.
2. Divulgue as suas Conquistas. Todo prêmio ou reconhecimento recebido pela empresa deve ser alardeado. Se a divulgação for dirigida a um público selecionado, melhor ainda. ‘Um restaurante que ganha um título em um concurso da região pode convidar um grupo de clientes assíduos para a degustação de um prato’, sugere Roberto Calderón, da ABCZ.
3. Invista nas Parcerias. O restaurante francês Chef Rouge tem duas unidades em São Paulo. Numa delas, há uma sala de eventos que acaba de ser reformada. Quem bancou o investimento foi a Moët & Chandon, marca de champanhe servida na casa. O espaço foi decorado com fotos de celebridades saboreando a bebida. ‘Mais charmosa, a sala certamente atrairá mais clientes’, prevê a dona do restaurante, Vanessa Fiuza, acostumada a firmar parcerias com outras marcas para implementar ideias de marketing.
4. Facilita e Vida dos Clientes. Quanto mais serviços para agradar ao cliente, maiores as chances de fidelizá-lo. Há restaurantes que criam um espaço para a criançada brincar. Enquanto os pimpolhos se divertem com os monitores, os pais ficam mais tempo à mesa. E consomem mais.
5. Adicione Serviços. É possível adaptar para diferentes negócios uma tática adotada por salões de beleza: a organização de reuniões para ensinar as clientes a usar um novo creme ou maquiagem. Em geral, a ação tem apoio dos fabricantes dos produtos em questão.
6. Ouça os Clientes Antigos. Ao ouvir a opinião de quem já compra seus produtos e serviços, você obtém informações que ajudarão no aprimoramento do negócio e também mostra que está atento ao que o consumidor tem a dizer. Mas não se esqueça de mantê-lo informado sobre as sugestões implementadas.
7. Estimule o Boca-a-Boca. A maioria dos consumidores confia mais na recomendação de um conhecido do que em um anúncio. Oferecer serviços e produtos de qualidade a preços competitivos é indispensável para que a fama da sua empresa corra solta. Além disso, você pode dar descontos a clientes antigos que indicarem novos.
8. Dê Atenção ao Pós-Venda.O hábito de telefonar para o cliente perguntando se ele está satisfeito com o produto que comprou e se foi bem atendido ajuda a valorizar a imagem da empresa. Mas é fundamental estar preparado para tomar providências rápidas em caso de reclamação ou se for preciso trocar um produto.
9. Faça sua Campanha por E-mail. Para ser eficiente, uma campanha de e-mail marketing deve levar em conta o perfil do público-alvo e, com uso de muita criatividade, nunca abusar da paciência dos internautas para ler e-mails comerciais. ‘Deve-se observar as regras de privacidade e de boas maneiras’, diz Walter Sabini, presidente da Virid Integridade Digital, empresa especializada no assunto.
10. Utilize as Redes Sociais. As comunidades, sites, blogs e fotologs permitem que as empresas interajam com os consumidores. Sem gastar um tostão, você pode saber quais dos seus produtos e serviços fazem mais sucesso e divulgá-los na rede. Lembre-se de que o Brasil tem a maior média de usuários da internet no mundo, com 59 milhões de pessoas conectadas. E muitas costumam espalhar pela rede a sua opinião sobre as marcas que lhes agradam ou decepcionam.
11. Ganhe Projeção na Mídia. Para ganhar respeito e visibilidade, você tem a opção de escrever artigos para publicações dirigidas ao seu público-alvo. Outra saída é oferecer-se como fonte para reportagens sobre o seu setor. Pode ser em jornais e revistas de bairro ou de associações de moradores.

Moto revestida de ouro e diamantes vale 650 mil euros

Com certeza você tem amor por sua moto em casa e pode até chorar bastante se ela for roubada. Mas choraria muito mais se ela não apenas ‘valesse ouro para você’, mas sim de verdade! Este é o caso de uma moto revestida de ouro e diamantes vale 650 mil euros e está fazendo a sensação dos sites e jornais de todo o mundo.

Moto revestida de ouro e diamantes vale 650 mil euros

A criação não inovadora (já tem carros e motos diversas no mundo com diamantes e ouro) é de autoria da  Lauge Jensen, uma fabricante de artigos exclusivos e de luxo. A proposta era criar um artigo único para alcançar um nicho bem específico do mercado: os compradores que amam ouro e não querem ter nada igual à outra pessoa. O modelo vale nada menos que 650 mil euros, cerca de 880 mil reais.

Batizada de ‘gold bike’, a moto tem assento de couro de crocodilo. Exótico, não? Não para a empresa, que passou seis meses entre montagem e finalização da peça e soma mais de 30 projetos diferentes como este e de luxo. Toda ela é fabricada em ouro, indo desde pequenos detalhes até o escapamento.

 Moto revestida de ouro e diamantes vale 650 mil euros
Moto revestida de ouro e diamantes vale 650 mil euros

A potência da máquina não é das mais altas, que vem com motor V2 de 1.807 cc de cilindrada. Há ainda uma potência do bicilíndrico é de 90 cavalos a 3.200 rpm; O consumo divulgado pela empresa para esta moto rodar de verdade é de 26,2 km por litro. Além de luxuosa e linda, é mesmo econômica! A moto pode chegar a 200 km/h.

O modelo não foi feito para andar nas ruas e nem poderia. Foi uma encomenda e, se rodar por muito tempo, a alta temperatura no cano de escape pode derreter esta e suas demais peças de ouro, que possui uma temperatura relativamente baixa de fusão.

O modelo já foi entregue mas entrou para o portfólio da Lauge Jensen, fabricante especializada em itens de luxo a gosto do cliente.

Fonte: Mundo de Luxo

Tapetes estampados e exclusivos deixam o chão com a decoração dos sonhos

Cada vez mais ao gosto do morador, os tapetes vestem o piso com temas variados

A parte externa da casa ganhou uma espécie de tapete de pedra. Projeto assinado pelas arquitetas Renata Melendez e Flávia Amorim
A parte externa da casa ganhou uma espécie de tapete de pedra. Projeto assinado pelas arquitetas Renata Melendez e Flávia Amorim

Tradicionalmente, o piso tem um papel importantíssimo na decoração. Seja nos mosaicos de pedra minuciosamente desenhados para o chão de casas e palacetes árabes, seja na tapeçaria que adorna salas e quartos, conferindo-lhes ar de nobreza. No Brasil, houve a febre dos azulejos, dos ladrilhos, da madeira e do carpete por toda a casa. O porcelanato, então, jamais perdeu a majestade. Agora, quando o assunto é tapete, a designer nova-iorquina Lina Miranda — conhecida pelas peças exclusivas, feitas para artistas (como o ator Wagner Moura) e para grifes (Louis Vuitton, por exemplo) — acredita que os brasileiros estão, aos poucos, se abrindo para um leque de cores e estilos que passa longe do cinza, do bege e do cru, outrora badalados. Até mesmo porque, para a especialista, se o piso tem um certo ar de “estrela”, nada mais justo que ganhe adornos.

Dentro de casa, o porcelanato não perde a majestade, caso desse ambiente da Portobello Shop
Dentro de casa, o porcelanato não perde a majestade, caso desse ambiente da Portobello Shop

Inspire-se
Para quem busca referências, existem muitos tumblrs dedicados à tapeçaria. Do myidealhome.tumblr.com, escolhemos esses dois ambientes.

Tapete de Lina Miranda: estampas exclusivas e em harmonia com a decoração

Entrevista//Lina Miranda, designer de tapetes

O que a motivou a desenhar tapetes?
Sou arquiteta, mas sempre gostei de desenhar e pintar. Nunca pensei que ia desenhar tapetes. Tanto que trabalhei primeiro com desenho de tecidos. Foi uma escolha feita durante o processo de aprendizado. Aos poucos, me apaixonei com todo o processo envolvido na produção de tapetes, o lugar onde são feitos, os artesãos…

Como se dá o desenvolvimento das estampas?
Normalmente, a estampa é desenvolvida com o estilo do ambiente — clássico, art déco, moderno. Às vezes, o cliente não quer que o tapete se destaque, enquanto outro quer que o tapete seja o elemento que amarra toda a decoração. Devemos analisar cada situação porque o tapete causa um grande impacto no arranjo do ambiente.

Como você avalia o grande interesse das pessoas por peças exclusivas?
Tapetes sempre tiveram uma importância nas casas, desde épocas antigas. Os grandes palácios tinham tapetes enormes que vestiam as salas. Meus avós adoravam os tapetes persas. Eram uma herança familiar. Acho que, agora, simplesmente mudou o estilo. As pessoas querem coisas menos trabalhadas, mais atuais, desenhos clássicos revisitados. Se mais ninguém tiver um igual, melhor ainda!

Fonte: Lugar Certo – Por Maria Júlia Lledó – Correio Braziliense

Mario Cucinella faz palestra em São Paulo

Evento é parte da Bienal de Arquitetura
  (Foto: divulgação)
(Foto: divulgação)

Entre as atrações internacionais que participam da X Bienal de Arquitetura de São Paulo, um dos destaques é sem dúvida o italiano Mario Cucinella. O arquiteto vem ao Brasil mostrar um de seus mais recentes projetos, a requalificação urbana de uma grande área localizada no coração da cidade de Catania, na costa leste da Sicília, na Itália. A audaciosa obra deverá revitalizar o bairro San Berillo, que há mais de 50 anos encontra-se abandonado e degradado.

Na terça-feira, dia 15, o arquiteto ministra uma palestra sobre o projeto, às 15 horas, na Praça Victor Civita, em Pinheiros – a conversa também faz parte da programação da Semana da Língua Italiana no Mundo, organizada pelo Instituto Italiano de Cultura de São Paulo.

  (Foto: divulgação)
(Foto: divulgação)

Exposto na seção “Espaço Público” da Bienal, o projeto de Cucinella tem como premissa básica de renovação a criação de um amplo calçadão arborizado delineando o mesmo trajeto do metrô, que corta o bairro sob a terra. A faixa regenerada deverá conectar o elegante centro barroco da cidade à estação ferroviária e ao porto, de modo a devolver relevância ao bairro que hoje foi esquecido pela população de Catania. Ao redor deste parque linear, o arquiteto e sua equipe propõem ocupações de diversos usos, que vão de empreendimentos comerciais a áreas públicas de lazer.

Com o objetivo de reduzir ao mínimo o impacto ambiental da intervenção como um todo, limitando as emissões de gás carbônico e os consumos energéticos do complexo, foram feitos estudos detalhados sobre a posição e a altura dos edifícios. A ideia é valorizar a luz natural, a vista do mar e a passagem dos ventos entre os edifícios. Para liberar as vias automotivas dos carros que nelas estacionam, no projeto está prevista uma garagem publica de 3 andares e 10,9 mil m².

Este é só um resumo. Para um panorama mais completo e aprofundado, a dica é ir à palestra!

(Foto: divulgação)
(Foto: divulgação)
(Foto: divulgação)
(Foto: divulgação)
(Foto: divulgação)

Fonte: Casa Vogue – Por Mariana Kindle; Fotos Divulgação

Últimos dias para proprietários quitarem o carnê com as parcelas do IPTU

Os boletos vencem de acordo com final da inscrição do imóvel e os proprietários que ficarem inadimplentes podem ter o CPF inscrito em dívida ativa
Quem não recebeu o boleto em casa deve retirar a segunda via no portal da Secretaria de Fazenda do DF, onde deverá ser informada a inscrição do imóvel (Breno Fortes/CB/D.A Press)
Quem não recebeu o boleto em casa deve retirar a segunda via no portal da Secretaria de Fazenda do DF, onde deverá ser informada a inscrição do imóvel (Breno Fortes/CB/D.A Press)

De acordo com o final da numeração de inscrição do imóvel, começam a vencer nesta segunda-feira (14/10) e vai até sexta-feira (18/10), o prazo final para pagamento da última parcela do Imposto sobre a Propriedade Predial e Territorial Urbana (IPTU) 2013. As datas dos boletos variam conforme o registro no Cadastro de Imóveis do Distrito Federal e os contribuintes devem ficar atentos para não perderem a data de pagamento.

Quem não estiver em dia com o IPTU poderá ter o CPF inscrito em dívida ativa, não podendo assumir cargos públicos, utilizar os créditos do programa Nota Legal e, no caso de empresas, participarem de licitações e assumir contratos com o Governo.

Quem não recebeu o boleto em casa deve retirar a segunda via no portal da Secretaria de Fazenda do DF, onde deverá ser informada a inscrição do imóvel. Os contribuintes que não pagarem as parcelas no prazo terão acréscimo de juros de mora de 1% e multa de 5%. A partir do mês seguinte, o percentual sobe para 10%, mais correção monetária.

Os proprietários de imóvel que ficarem inadimplentes podem ter o CPF inscrito em dívida ativa e ficam impedidos de assumir cargos públicos, usar os créditos do programa Nota Legal e, no caso de empresas, participar de licitações e assumir contratos com o governo.

De acordo com o cronograma, vencem nesta segunda-feira (14/10), as inscrições com numeração de final 1 e 2; na terça-feira (15/10) os finais 3 e 4; quarta-feira (16/10): 5 e 6; quinta-feira (17/10): finais 7 e 8; e sexta-feira (18/10) os cadastros com finais 9, 0 e x.

Fonte: CorreioWeb – Lugar Certo