Texturas conferem charme à decoração unindo durabilidade, estética e bom custo

Efeitos podem ser usados tanto em ambientes internos quanto externos
 (Divulgação/Suvinil)
(Divulgação/Suvinil)

Durabilidade, beleza e preço acessível: trocar a pintura por uma textura pode ser a escolha certa para as paredes. Muitas vezes, ela é mais prática, além de ter uma cobertura melhor. E, com as variedades disponíveis no mercado, há opções de qualidade para todos os bolsos e gostos. Por falar em bolso, texturas podem ser duplamente econômicas. Primeiro, porque duram mais. Segundo, porque são capazes de transformar uma parede em um objeto de decoração, sem a obrigatoriedade de recorrer a quadros e outras peças. Claro, cada caso é um caso e o importante é saber escolher onde e o que usar.

Segundo a decoradora Sandra Penna, diretora da Galeria Sandra & Márcio e da SM Textiles, a escolha por pintura ou textura depende do projeto. “Texturas são ótimas opções, pois dão charme e conferem um diferencial aos ambientes. Mas é preciso saber escolher. Não é indicado usar texturas ásperas em um quarto, por exemplo. O leque é enorme. Gosto muito de texturas. A durabilidade é muito boa”, defende. A especialista destaca a variedade de texturas. “Temos das mais grossas às mais sofisticadas, além de uma gama de cores enorme.”

A praticidade é outro ponto a favor. As texturas são de simples aplicação, embora algumas mais lisas exijam uma pessoa mais especializada. Em paredes mais regulares e dependendo do produto, muitas vezes nem é preciso recorrer à massa, podendo-se aplicar a textura diretamente no reboco liso. Mais um ponto para quem está de olho na economia. Em geral, o valor das texturas é acessível e, quanto maior a quantidade, menor o custo. Daí ser tão comum prédios com revestimentos texturizados e enormes fachadas feitas com o material.Onde usar 

Salas, quartos, varandas, áreas externas. Há texturas para todos os ambientes, um motivo a mais para ter cuidado na escolha. Antes de tudo, é preciso saber o estilo que se quer dar à casa. Uma escolha errada, e mesmo a contratação de mão de obra desqualificada para a aplicação, pode transformar os pontos positivos da textura em um problema. Um profissional de decoração pode contribuir, indicando as melhores opções para os espaços. Outra opção é recorrer às lojas que comercializam texturas prontas e que tenham vendedores com conhecimento sobre o produto e com informações sobre a aplicação.

Fonte: Lugar Certo – Por Carolina Cotta – Estado de Minas

Guga Kuerten assina relógio de R$ 65 mil

Produzido pela Hublot em edição limitada, modelo terá parte das vendas revestidas para Instituto do tenista

Mesmo fora das quadras o carisma do tenista Gustavo Kuerten continua lhe rendendo boas parcerias. A mais recente é com a relojoaria suíça Hublot, que acaba de lançar um modelo com a assinatura do esportista. Produzido em edição limitada de apenas 100 peças, o King Power Guga Band tem caixa de titânio e carbono de 48 mm e pulseira de borracha com costura que remete às redes da quadra e da raquete.

2
Parte das vendas do relógio de R$ 65 mil será revertida para ao Instituto Guga Kuerten. Foto: Divulgação
Untitled-1
O King Power Guga Band será produzido em edição limitada de apenas 100 peças. Foto: Divulgação
3
O relógio da Hublot tem caixa de titânio e carbono de 48 mm e pulseira de borracha com costura que remete às redes . Foto: Divulgação
4
No cristal frontal, a assinatura do jogador aparece gravada na posição das oito horas. Foto: Divulgação

No cristal frontal, a assinatura do jogador aparece gravada na posição das oito horas. Na parte traseira, a imagem da vitória de Guga em Roland Garros surge sobre o fundo preto com um sombreado em formato de coração. “Participei de todas as etapas do processo de design e confesso: nunca achei que fosse ter um relógio com meu nome”, diz Guga.

As poucas unidades produzidas serão vendidas até novembro com exclusividade na loja Grifith, do shopping Pátio Batel, em Curitiba, por cerca de R$ 65 mil. Mas eventos e leilões também serão organizados para a comercialização de algumas peças do modelo King Power Guga Band, que terá parte das vendas revertida para ao Instituto Guga Kuerten.

Mercado imobiliário: análise do último trimestre de 2013

Estamos em outubro e o clima de final de ano já vai tomando conta do imaginário das pessoas. É neste período que, normalmente, começamos a projetar os novos planos para o novo ano que se aproxima.

E você, já está sendo tomado por este clima?
Já experimenta aquela sensação de que o ano já acabou e que agora é bola pra frente para fazer diferente em 2014?

Ainda haverá muita movimentação no mercado imobiliário

Apesar de  muitos já estarem com o olho no futuro, é preciso chamar atenção para o fato de que 2013 ainda não acabou e que muitas coisas ainda irão movimentar o mercado imobiliário neste último trimestre. É importante lembrar que  este é um segmento bastante cíclico, ou seja, apresenta variações em termos do ritmo de valorização e negociação dos imóveis.

Portanto,  corretor de imóveis, é necessário  estar antenado para aproveitar as oportunidades deste momento, uma vez que o setor  é sensível às mudanças econômicas e investimentos de terceiros, que podem aquecer a demanda em algumas regiões, por exemplo.

Neste sentido, a análise que faço é de que o mercado imobiliário continuará como uma boa opção para investimento. Os estoques estão baixando gradativamente e novos lançamentos estão surgindo.

Mercado imobiliário 2013: ascensão dos precos dos imóveis

O próximo passo será uma leve ascensão do preço dos imóveis devido à chegada de novos empreendimentos, uma reação natural do setor. Desta forma, os próximos meses serão propícios para garantir um investimento.

Outro ponto de destaque é o cenário econômico.

Diante da incerteza sobre o controle da inflação, que está em alta, como também da insegurança sobre as aplicações na bolsa, o mercado imobiliário ainda me parece mais promissor e com menos dor de cabeça, em função de uma parcela da população brasileira demonstrar mais interesse em negócios que apresentem o menor risco possível.

Vale lembrar, ainda, que o Brasil tem um déficit habitacional de cerca de 5 milhões de domicílios, o que faz com  que o mercado imobiliário continue como um dos grandes atrativos de investimento, tendo em vista que o sonho da casa própria continua sendo   um dos maiores projetos de vida dos brasileiros.

Benefício do FGTS para compra de imóvel

Soma-se a este cenário favorável, a mudança da faixa de uso do FGTS, um benefício que vai melhorar as condições de compra para imóveis acima de R$ 500 mil. Vimos um mercado nos últimos meses em um estado de espera para os casos de imóveis com valor mais elevado. Isso porque muitos clientes estavam adiando a compra para poder usar o FGTS e  dar uma entrada maior.

Com tudo o que foi dito, avalio que o maior impacto neste último trimestre se dará nos empreendimentos de padrões médio e alto.  Uma prova disso é que o segmento de condomínios nobres tem voltado a seduzir as construtoras devido à elevação do poder aquisitivo das pessoas, além de ser cada vez mais crescente a busca pelo segundo imóvel.

Portanto, esse não é o momento de diminuir o ritmo, mas sim de dar um novo foco ou um novo sentido para a sua atuação diária, no intuito de encerrar o ano com os resultados no auge. E só conquista estes resultados quem está atento ao mercado, ligado às tendências e movimentos, não só em relação ao setor imobiliário, mas ao mercado brasileiro.

Se o final do ano pode ser um bom momento para diversos setores de nossa economia, então, por que não torná-lo também um período potencial para o mercado imobiliário? Essa transformação de percepção só  depende de você. O que você fará?

Fonte: Blog Guilherme Machado

Assinaturas digitais: venda e locação de imóveis 100% online no futuro

No futuro, não duvide, tudo será online. E já vemos hoje os primeiros passos desta revolução com sites e portais imobiliários servindo as pessoas que buscam imóveis com fotos, vídeos etours virtuais ou corretores enviando este tipo de conteúdo por email.

Na verdade, hoje já existe mecanismo para se fazer tudo online, mas não no Brasil ainda (muito provavelmente devido ao atraso da tecnologia no país e a falta de informatização de cartórios e órgãos governamentais – mas um dia chegamos lá).

Como funcionará a assinatura e autenticação digital de assinaturas

Existe um site que faz o serviço de autenticação e assinatura digital chamado DocuSign que permite que empresa e cliente firmem um contrato de compra ou locação “sem caneta”.

A empresa, no nosso caso a imobiliária, construtora ou corretor de imóveis, através de sua conta no DocuSign – ou outra empresa que virá a concorrer com ela no futuro – vai adicionar um campo no documento a ser assinado referente à assinatura ou iniciais nos formatos corretos para que os clientes (comprador e vendedor, locador e locatário) possam assinar digitalmente o documento e devolver.

Os documentos são enviados através do próprio sistema da DocuSign, que possui segurança quanto a identidade dos envolvidos, e escolher a empresa online que fará a segurança e autenticidade digital entre bancos e outras organizações.

Isto é um sistema similar ao que acontece com as lojas virtuais. Outro método de segurança é a verificação de código via SMS, como o existente em internet banking e outros sites de maior segurança.

Após serem colhidas todas as assinaturas, o documento é armazenado no banco de dados e fica acessível às partes, assim se pode conferir quando e que assinou os documentos.

Plataforma da DocuSign
Plataforma DocuSign

E o pagamento?

A DocuSign é integrada com serviços de pagamento online, como o PayPal, e é possível de fazer até mesmo o pagamento online.

Bom, obviamente não estamos comparando a compra de uma casa com a compra de uma câmera digital. Porém, tudo vai mudar!

Pois, se é seguro pagar R$300,00 em uma câmera, a segurança será a mesma para comprar um imóvel de R$300mil, certo? Certo! Tanto que já houve gente que comprou avião e carro pela internet – inclusive com a transação financeira, 100% online.

O que haverá, ao menos deverá acontecer, é a informatização total do sistema de financiamento e liberação de pagamento para o comprador após a confirmação das assinaturas. As instituições financeiras estarão integradas entre seus sistemas e poderão saber se a pessoa pode ou não comprar.

E no futuro deste presente?

Se hoje, lá fora, se “assina” documentos pela internet, no futuro muito provavelmente não haverá esta simulação de assinatura – que é uma coisa quase que infantil diante das outras tecnologias que já temos por aí.

Uma das tecnologias que poderão substituir a assinatura digital é o leitor biométrico que já está vindo para os celulares e alguns notebooks já possuem para o desbloqueio de sistema.

biometric
biometric

Outras possibilidades é o reconhecimento facial, senha por voz, leitores de retina, token criptografado, NFC, etc.

Ou seja, o Brasil está no atraso do atraso, pois se países desenvolvidos têm a assinatura digital como algo moderno, mesmo com possibilidades mais inteligentes, é porque estamos realmente mal neste sentido.

Fonte: Blog Viva Real – Guru do Corretor

IPT abre vagas para arquitetos e engenheiros em São Paulo

Salários variam de R$ 1.829,00 a R$ 7.188,00. Inscrições podem ser feitas até o dia 1º de novembro.

O Instituto de Pesquisas Tecnológicas do Estado de São Paulo (IPT-SP) abriu as inscrições para o concurso que vai contratar 136 profissionais com formação de níveis médio e superior para a sede em São Paulo. Entre as oportunidades, estão vagas para arquitetos e urbanistas, engenheiros civis, engenheiros mecânicos, engenheiros de materiais, entre outros.

Os aprovados deverão ter disponibilidade para trabalhos e atividades em campo, além de viagens nacionais e internacionais a serviço do IPT. As vagas preveem carga horária de 40 horas semanais.

Os candidatos de nível médio concorrem às vagas de técnico especializado e trainee, com salários que variam de R$ 1.829,00 a R$ 3.145,00. Já no nível superior, os salários variam de R$ 2.599,00 a R$ 7.188,00.

O local de trabalho será na sede do IPT, na Cidade Universitária, São Paulo. A prova acontecerá no dia 15 de dezembro. As inscrições podem ser feitas no site da Vunesp, organizadora do concurso, até o dia 1º de novembro.

Fonte: PINIweb – Por Rodrigo Louzas