Arquiteturas de Portugal e Brasil se encontram no Museu da Casa Brasileira

Paulo Mendes Rocha participa do encontro Arquitetura Portuguesa – Discrição é a Nova Visibilidade

Integrante da programação da X Bienal de Arquitetura de São Paulo, o evento “Arquitetura Portuguesa – Discrição é a Nova Visibilidade” tem o objetivo de promover diálogos e intensificar experiências multidisciplinares entre Portugal e Brasil, por meio da apresentação de projetos de escritórios de ambos os países, com debates entre profissionais e acadêmicos.

Com curadoria dos arquitetos Nuno Sampaio, Fernando Serapião, Miguel Judas e Luis Tavares, o encontro, realizado em parceria com a Associação Estratégia Urbana, vai contar também com palestras sobre economia construtiva, gestão de território e desenvolvimento urbano.

No dia 28 de outubro, o vencedor do Pritzker de 2006, Paulo Mendes da Rocha, participa do debate “Entre Culturas e entre Cidades” ao lado do arquiteto português João Luis Carrilho da Graça e os engenheiros José Luiz Canal e Rui Furtado.

Na mesma noite, a partir das 21h, acontece o lançamento editorial do “Cadernos de Obra – Novo Museu Nacional dos Coches” de Paulo Mendes da Rocha.

Também vencedores do Prizker, os arquitetos portugueses Álvaro Siza e Eduardo Souto de Moura terão seu projeto para o “Pavilhão Estratégia Urbana” lançado em cerimônia oficial. Em maio, a revista PROJETO design publicou uma matéria sobre o novo espaço.

“O evento propiciará o encontro entre profissionais e empresas do setor dos dois lados do Atlântico, propiciando o diálogo com a sociedade brasileira”, afirma Nuno Sampaio, presidente da Associação Estratégia Urbana.

Para mais informações e a programação completa, acesse www.mcb.org.br

 “Arquitetura Portuguesa – Discrição é a Nova Visibilidade”
Local: Museu da Casa Brasileira
Data: 28 a 30 de outubro
Endereço: Av. Faria Lima, 2.705 – Jd. Paulistano – São Paulo
Horário: 14h às 22h
Entrada gratuita

Fonte: CAU/BR

Leave a Reply