Versátil e funcional, o cinza é cor curinga e se torna bom aliado da decoração

Tonalidade inova nos ambientes e agrada quem privilegia um estilo moderno e urbano. Pode ser usada em paredes, móveis, tecidos ou adornos
 (Divulgação/Henrique Queiroga)

(Divulgação/Henrique Queiroga)

Cinza é a expressão de neutralidade. Cor intermediária entre o branco e o preto, ainda que em determinadas culturas é associada à tristeza (dias cinzentos), na decoração é o tom do momento. Aceita todas as combinações e de baixo astral não tem nada. É a cor base ideal para brincar e ousar com todas as outras, sem medo. Aliás, ela também é sinônimo de independência, autocontrole, sucesso e estabilidade. O cinza oferece equilíbrio e flexibilidade. No design é exaltado por ser versátil. E está mais do que nunca em alta.

O cinza na parede, nos móveis de concreto, no cimento queimado, em materiais que imitam a cor e os efeitos do concreto, no cimento polimérico (semelhante ao queimado), o uso do estuque veneziano, antiga técnica greco-romana de pintura que, para ganhar o efeito do concreto, pode vir de uma mescla de mármore e calcário, e deve ser aplicada com uma desempenadeira ou ainda opções de cerâmicas, como as lâminas de porcelanato, e tintas para dar o efeito de cimento. Aliás, os móveis de concreto foram tendência na década de 1980 e retornam como peças-chave em decorações modernas. O estilo rústico conquista pela praticidade e beleza. O design do concreto e do cimento é uma tendência no estilo contemporâneo. Sem falar que o acabamento matificado confere elegância ao ambiente e permite a harmonização com outras texturas.

 (Divulgação/ D&D Home Center)

(Divulgação/ D&D Home Center)

A arquiteta Laura Santos, do escritório VS Decoração e Design, ao lado de Fabiana Visacro, ressalta que o cinza é moderno e chamado de “novo branco”, mas com up grade, já que é aconchegante, sofisticado e sóbrio sem ser tão básico como o branco. “O único erro ao usá-lo é fechar, pesar demais o ambiente. Por isso, ao lado do preto, por exemplo, para não entristecer, é importante investir numa iluminação adequada, bem distribuída para dar amplitude. Aí, cria-se um clima intimista. Mas ele é fácil de adequar e combinar.”

Laura sugere opções importantes na hora de compor ambientes com o cinza. Ela destaca as texturas, tanto nas tintas quanto nos tecidos (tapetes, cortinas, sofás), como em materiais. “Chapas de aço escovado ficam sofisticadas numa cozinha, ao lado dos eletrodomésticos. A pastilha de aço escovado cinza é moderna e o contraste do cinza no cimento é rústico. O tom combina bem com área externa, com madeira. Aliás, o cinza pode estar presente em todos os ambientes. É chique.” De tão versátil, um dos projetos do escritório casou uma parede de pedra com volumetria com uma cortina de persiana romana cinza com sobreposição de tecido branco. “O que mostra como é possível criar um ambiente equilibrado.”

Amplitude 

Juliana Binoti, coordenadora do Espaço Design do D&D Home Center, do Espírito Santo, empresa do grupo Dadalto, ressalta a importância do cor atualmente. “Não há dúvida de que o design do concreto e do cimento é uma tendência para quem quer inovar. Por conta de sua versatilidade, o cinza deixou de estar ligado apenas com o conceito urbano e ganhou espaço na composição de diferentes estilos de decoração, passeando entre o moderno e o clássico. O tom fornece amplitude ao espaço, é versátil, funcional e possibilita diversas combinações de cores junto aos demais itens decorativos graças à neutralidade.”

 (Divulgação/Brasigran)

(Divulgação/Brasigran)

A coordenadora garante que é uma boa aposta para pisos e pintura de parede, já que permite mudar o estilo do ambiente trocando apenas móveis ou acessórios. “Para aqueles que gostam do visual moderno, por exemplo, o tom pode ser combinado com itens de cores sólidas e quentes. Combina bem com vermelho e laranja fazendo um contraste que agrada os olhos e quebra a seriedade transmitida pela cor.” Por outro lado, Juliana lembra que se o objetivo é explorar um visual rústico, a combinação com madeira é boa pedida. “O cinza pode ser usado na área externa como opção para quem não quer usar o total white, mas buscam neutralidade.” Já no piso, o cinza é mais que um curinga, é uma aposta certeira. “Deixa o ambiente com ar de tranquilidade e sofisticado. Os acabamentos podem variar de acordo com a preferência. Podem ser polidos, foscos ou rústicos.”

Combinação de cores

» Cinza e branco: estilo minimalista
» Cinza e preto: cria clima dramático, contemporâneo e glamouroso
» Cinza e amarelo: sinal de aconchego, para quem gosta de espaço moderno e arrojado
» Cinza e laranja: combinação suave e dinâmica, ganha vida sem perder a classe
» Cinza e vermelho: cores fortes e sólidas, a escolha deve ser equilibrada com um tom mais intenso e outro mais suave. Se quiser arriscar com cores escuras, vai criar um espaço dramático e sofisticado
» Cinza e lilás: apesar de feminino, ao lado do cinza é possível dar um ar de masculinidade e assim criar um ambiente equilibrado tanto para ele quanto para ela
» Cinza e rosa: dupla corajosa e divertida que remete espírito jovem e irreverente
» Cinza e azul: sinal de sofisticação e elegância. Ambiente envolvente
» Cinza e verde: espaço fresco, contemporâneo e retrô ao mesmo tempo
» Cinza e marrom: elegância e sobriedade

 (Divulgação/ D&D Home Center)

(Divulgação/ D&D Home Center)

Fonte: Lugar Certo – Por Lilian Monteiro – Estado de Minas

Leave a Reply

verstil-e-funcional-o-cinza-cor-curinga-e-se-torna-bom-aliado-da-decorao-marcelo-lara-negcios-imobilirios
%d bloggers like this: