Papel de parede que imita madeira

Revestimentos têm realismo surpreendente

  (Foto: Divulgação)

Especialistas na produção de revestimentos para paredes, a empresa holandesa NLXL foi criada a partir de um sonho: ser uma pequena companhia conhecida globalmente. Após três anos essa ambição já foi alcançada e a marca se firmou no mercado internacional. Para que isso fosse possível, além da qualidade dos produtos, as parcerias com designers experientes foram essenciais. Um deles é o também holandês Piet Hein Eek que logo no início da NLXL produziu a Scrapwood, coleção de papéis de parede que reproduzem a madeira. O sucesso foi tanto que o designer acaba de lançar uma continuação, a Scrapwood 2, seguindo a mesma temática.

O mobiliário produzido por Piet Hein Eek foge dos padrões perfeitos; ele utiliza a reciclagem de madeiras antigas para suas criações. Em suas buscas por matéria-prima em serralherias ele passou a ver que as imperfeições na verdade tornam as peças itens incomuns e únicos, pois cada uma tem detalhes que as diferem entre si. Já imerso nesse cosmos eles quis transportá-lo também para as paredes. Foi assim que surgiu a Scrapwood, em que tábuas que o designer tinha em seu atelier foram digitalizadas e impressas, causando um efeito surpreendentemente real.

A segunda parte da coleção ganhou novos elementos como vigas de madeira e pranchas. “Esses oito novos projetos complementam os anteriores. O novo acabamento fosco trouxe uma abordagem mais conceitual, deixando os papéis de parede mais luxuosos”, explica o designer. Para ele, o realismo dos revestimentos foi tão grande que se pensava serem madeira de verdade. “As pessoas adoram isso, e se ele consegue colocar um sorriso no rosto delas quer dizer que é realmente um grande produto”, afirmam, orgulhosos, os proprietários da NLXL.

  (Foto: Divulgação)

  (Foto: Divulgação)

  (Foto: Divulgação)

  (Foto: Divulgação)

  (Foto: Divulgação)

Fonte: Casa Vogue

Leave a Reply

papel-de-parede-que-imita-madeira-marcelo-lara-negcios-imobilirios
%d bloggers like this: