O Corretor de imóveis puxa-saco

Chega mais cedo que todo mundo, nunca fura um plantão, sempre investe nos treinamentos que a empresa sugere, vai para o estande de vendas que nenhum corretor quer ir, toda vez que o gerente solicita está disposto a cobrir o plantão que um colega desfalcou, sem reclamar.  Sim, este corretor existe e é bem provável que você já tenha trabalhado com ele.

Hoje, vamos conhecer um pouco mais deste profissional que durante muito tempo eu considerei um “babaca”, um verdadeiro puxa-saco, aquele de quem eu queria passar longe, pois me despertava repulsa.

Todo mundo reconhece um bajulador, ele está sempre querendo ser notado. E como um bom observador, passei a prestar mais atenção neste tipo de corretor e sabe o que eu descobri? Nem todos os profissionais, que de forma preconceituosa taxamos como puxa-saco, de fato são e que temos muito a aprender com eles.

Foi neste perfil profissional que encontrei os verdadeiros corretores QUEBRA-REGRAS  que transformaram a minha forma de ser corretor. E este é o ponto principal da nossa reflexão.

A diferença entre o puxa-saco e um corretor QUEBRA-REGRAS é  sutil e nem sempre é fácil identificar, tornando-se muito mais cômodo colocar todos num mesmo patamar e simplesmente considerar o corretor como um “pé no saco” que só quer aparecer.

Contudo, o corretor puxa-saco só quer uma coisa: aproximação e vantagem pessoal. Já o QUEBRA-REGRAS toma suas atitudes pensando no bem do negócio e das pessoas que se relacionam com ele.  O corretor QUEBRA-REGRAS, ao aceitar cobrir um plantão, por exemplo, não o faz porque está preocupado com a aprovação de seu superior, mas porque entende que o plantão não pode ficar vazio.

Outro exemplo: se o diretor precisa nomear um novo gerente e o escolhido é um corretor que está sempre disponível, que é prestativo, automaticamente, pensamos: “fulano só foi promovido porque é um puxa-saco”. Não é verdade?

Vamos avaliar sobre um novo prisma.

Coloque-se no lugar do diretor e pense no perfil profissional que você gostaria de ter liderando sua equipe. Você buscaria pelo corretor que está sempre no plantão, que participa de treinamento, que está de prontidão ou buscaria por um profissional que fura o plantão, que vive reclamando de tudo e que não se mostra disposto a colaborar?

Tenho certeza de que a sua resposta foi o primeiro perfil. Contudo, muitas vezes temos uma visão míope do mundo e somos levados a desvalorizar o mérito do outro, sendo mais fácil justificar o sucesso dele como “puxa-saquismo”.

Não percebemos na realidade, que este corretor já era antes de ser, ou seja, ele tinha comportamentos que o colocavam em um patamar diferenciado antes mesmo de alcançar o seu objetivo e isso o deixava em uma situação de destaque. É o que eu chamo de não esperar pela oportunidade no mercado, mas ser a oportunidade que o mercado procura.

Corretor de imóveis: seja a oportunidade do mercado

O puxa-saco existe: é o corretor asqueroso, cujo principal desejo é ser notado pelo chefe, que elogia exageradamente, nunca discorda, sempre faz tudo o que seu superior mandar fazer só para agradar.  Se temos algo para aprender com ele, é como não agir.

Enquanto o corretor puxa- saco fica à mercê da bajulação, o corretor QUEBRA-REGRAS se garante pelos resultados de suas ações, e essa é a principal lição que devemos aprender.

Fonte: Guilherme Machado

Leave a Reply

o-corretor-de-imveis-puxa-saco-marcelo-lara-negcios-imobilirios
%d bloggers like this: