Na hora de comprar imóveis, nem sempre o lançamento é a melhor opção

Na hora de comprar um imóvel, a preferência nacional costuma tender para o lançamento. Novos empreendimentos são bastante atrativos em função da possibilidade de adaptar a planta para as necessidades da família, da estética atual e da propaganda massiva, tudo ao alcance do financiamento.

LopesImmobilis-ImovelFest40Mas a escolha aparentemente óbvia nem sempre é a mais acertada na opinião de Thomaz Assumpção, presidente da Urban Systems. Para ele, casas e apartamentos mais antigos trazem benefícios que só ficam visíveis quando a decisão de compra vai além da emoção e leva em conta a forma como os indivíduos de relacionam com sua moradia e vizinhança.

Esse fator é chamado de Cidade Mental. “Decidir aonde se vai morar depende da Cidade Mental, que engloba os usos que as pessoas fazem do espaço urbano. De acordo com seu perfil sociocultural, o indivíduo busca uma vizinhança que atenda à sua lógica urbana, ou seja, a suas necessidades e aspirações, que são influenciadas pelo tripé moradia-trabalho-lazer”, explica. Para Assumpção, essa lógica desenvolve-se ao redor do mesmo eixo ao longo da vida e dificilmente é rompida, mesmo em face de grandes acontecimentos como casamento, nascimento dos filhos ou mudanças na vida profissional que impliquem em aumento do rendimento.

Por isso é importante lembrar: planta e decoração podem ser atualizadas para acompanhar as novidades estéticas e de estilo de vida. Mas a localização não muda nunca, e a proximidade com transporte público, escolas, escritórios ou opções de lazer deve pesar na hora de comprar o imóvel.

Cai Guo-Qiang – Da Vincis do Povo

Cai Guo-Qiang é um dos poucos artistas chineses que conseguiu superar as barreiras comunistas de seu país de origem e ganhar reconhecimento internacional. Vencedor do Leão de Ouro na Bienal de Veneza em 1999 e do Premium Imperiale em 2012, o artista traz pela primeira vez ao Brasil as engenhocas desenvolvidas em colaboração com inventores chineses amadores, construídas a partir de materiais de uso diário. A seleção de obras da exposição inclui ainda uma série inédita de telas criadas com explosões de pólvora, marca registrada do trabalho de Cai, feitas em Brasília, especialmente para a mostra brasileira. Parte da mostra ocupará o Museu Nacional dos Correios.

DSC07765

A mostra Da Vincis do Povo reúne instalações de grande porte, desenhos produzidos com pólvora e invenções desenvolvidas por camponeses do país asiático.  O recém-erguido Pavilhão do CCBB se transformará em um cenário lúdico. Na instalação Fairy Tale, dezenas de aviões, helicópteros e objetos não identificados surrealistas ficarão suspensos no teto, enquanto a laje do novo espaço servirá de apoio para a obra Complex, um simulacro de um porta-aviões, de 20 metros de comprimento.

DSC07766

O Pavilhão I, por sua vez, receberá um tanque de água congelada, onde uma flotilha de submarinos semisubmersos simulará uma navegação em mar glacial. Algumas áreas do CCBB Brasília serão ocupadas por 29 robôs funcionais feitos à mão pelo inventor chinês Wu Yulu, que também virá ao Brasil para a mostra.

DSC07764

Dentro da série de autômatos que se engajam em atividades performáticas diversas, chama a atenção a série (feita por encomenda de Cai Guo-Qiang) que simula artistas famosos contemporâneos, como Jackson Pollock, Damien Hirst, Yves Klein e Bruce Nauman. Outro espaço abrigará uma instalação multimídia formada por 40 pipas de bambu e seda, presas ao chão por hastes, animadas com diferentes projeções de vídeo enquanto são avivadas por ventiladores.

Abertura
20 de abril – 11h

Centro Cultural Banco do Brasil
R. Álvares Penteado, 112 – Sé, São Paulo, 01012-000
Mais informações: 11 3113-3651

Prédio Histórico dos Correios
Avenida São João S/N – Vale do Anhangabaú0

Palestra com o artista
20 de abril – 15h
Rua 15 de novembro, 165 – Sé – São Paulo/SP
Vagas são limitadas. Ordem de chegada.

Especialistas ensinam a escolher o melhor sofá para a sua casa

Largar o corpo no sofá e por lá ficar durante horas é uma das atividades mais prazerosas quando se está em casa. O móvel é o companheiro ideal para cochilar, ver TV, ler, namorar e brincar com as crianças. “Sofás devem ser, acima de tudo, confortáveis”, decreta o designer Marcus Ferreira, fundador das marcas de mobiliário Decameron e Carbono. “Ao mesmo tempo, devem ser práticos e de simples manutenção”, pondera.  Estrela da sala, o sofá também é um dos itens que mais chamam atenção na decoração de uma casa. Para ajudar na árdua escolha, especialistas dão dicas para acertar no tamanho, no tecido e no modelo.

Read more

Concreto biológico para muros verdes

O Grupo de Tecnologia de Estruturas da Universidade Politécnica da Catalunha desenvolveu uma espécie de concreto que tem a capacidade de fazer crescer naturalmente organismos vegetais.

Trata-se de uma mistura de dois tipos de cimento, um convencional e outro com base de fosfato de magnésio.

O material, ideal para ser utilizado em fachadas, oferece vantagens como a redução de CO2, o aumento do conforto térmico, além do fator estético.

Read more

Projeto “Hydropolis”: Uma cidade aquática para o vale do Nilo, Egito

O projeto “Hydropolis” foi projetado pelas estudantes MArgauxLeycuras, Marion Ottmann e Anne-HinaMallette, da escola de arquitetura de Nantes, e ganhou recentemente um dos prêmios do concurso organizado pela Fundação Jacques Rougerie. “Hydropolis” é uma cidade aquática localizada no Vale do Nilo, Egito, que pretende explorar a seu favor o fenômeno do aumento do nível das águas ao invés de sofrer as consequências e reagir posteriormente.

Mais imagens e a descrição do projeto dada pela equipe de projeto, a seguir.

Read more

Saiba como manter a casa fresca durante o verão

Para amenizar o desconforto dentro de casa provocado pelas temperaturas escaldantes há muito mais a fazer do que simplesmente ligar ventiladores e aparelhos de ar-condicionado, que, embora eficientes, consomem muita energia. Intervenções e produtos são capazes de deixar os ambientes mais arejados e agradáveis, seja ainda no projeto ou quando já está habitada. Read more