Do alto do 10º andar, céu azul da cidade é a decoração perfeita para sala neutra

02_decoração

Do décimo andar de um prédio nos altos da Avenida Mato Grosso, a sacada integrada à sala trouxe o céu de Campo Grande para dentro do apartamento. De ponta a ponta, janelas de vidro estampam o que é o destaque da decoração.

Projeto da arquiteta Carmen Silvia Almeida, o mobiliário e a cor das paredes seguem o tom neutro para serem coadjuvantes diante da vista.

“Você tem que ter a sensação de ver o céu, de ter uma planta ali, porque aquela sacada é o seu terraço”, explica a arquiteta.

 

Com essa vista que a família se reúne para fazer todas as refeições. (Foto: Fellipe Lima - fotografia de Arquitetura)
Com essa vista que a família se reúne para fazer todas as refeições. (Foto: Fellipe Lima – fotografia de Arquitetura)

Os donos são um casal jovem com uma filha pequena, que tem muito que brincar lá dentro. No interior, o projeto valorizou a integração da casa com o exterior, harmonizando-se com a estrutura de janelas e persianas que não escondem o céu, mas ainda assim protegem do sol.

Na sacada, a arquiteta usou do sistema reiki – conjunto de trilhos com vidros sem esquadrias – com um peitoral, em que, na parte superior, os donos conseguem abrir todas as folhas. As persianas para janelas basculantes controlam a luz, permitindo que os moradores não percam a vista nem a luminosidade do ambiente.

E é olhando o azul do céu que a família passa a maior parte do tempo em que está em casa. Café da manhã, lanche, almoço e jantar são feitos na mesa posta diante da vista. “O dia a dia deles está ali. Ao lado, a prateleira ficou decorativa e ao mesmo tempo funcional, servindo de apoio para a mesa”, fala a arquiteta.

 

Poltronas a postos para quem quiser contemplar a vista. (Foto: Fellipe Lima - fotografia de Arquitetura)
Poltronas a postos para quem quiser contemplar a vista. (Foto: Fellipe Lima – fotografia de Arquitetura)
De qualquer parte da sala se enxerga o céu na varanda que vai de ponta a ponta do apartamento.(Foto: Fellipe Lima - fotografia de Arquitetura)
De qualquer parte da sala se enxerga o céu na varanda que vai de ponta a ponta do apartamento.(Foto: Fellipe Lima – fotografia de Arquitetura)

Somando as cadeiras, banco e poltronas, só na sacada a casa comporta oito pessoas sentadas. “Mas de todos os assentos você consegue ter essa vista e não se sente como se estivesse dentro de um apartamento e sim numa varanda suspensa”, prega Carmen.

O projeto levou quatro meses para ficar pronto. As persianas motorizadas como dessa sacada são da loja Perfatto e começam com valores a partir de R$ 1,4 mil o metro quadrado. Para fechar a sacada com o sistema reiki, a média de custos é de R$ 10 mil.

 

Projeto foi pensado para valorizar o céu de Campo Grande. (Foto: Fellipe Lima - fotografia de Arquitetura)Projeto foi pensado para valorizar o céu de Campo Grande. (Foto: Fellipe Lima – fotografia de Arquitetura)

Fonte: Campo Grande News

Crescent Moon Tower, o futuro arranha-céu nos céus de Dubai

Crescent Moon Tower, o futuro arranha-céu nos céus de Dubai
Crescent Moon Tower, o futuro arranha-céu nos céus de Dubai

Dubai nos acostumou com suas construções muito diferentes. Com este edifício em forma de lua crescente, que literalmente se eleva no céu da cidade, não desmente a reputação adquirida de lugar onde a arquitetura se torna um espetáculo. Continue lendo…

Herzog & de Meuron projeta arranha-céu cilíndrico em Londres

Empreendimento residencial fará parte do Canary Wharf, proposta de revitalização de uma área de nove hectares na região leste da capital da Inglaterra

O escritório suíço Herzog & de Meuron divulgou na última terça-feira (10) alguns detalhes do projeto de um arranha-céu cilíndrico em Londres. O edifício residencial fará parte do Canary Wharf, uma revitalização de nove hectares na região leste da capital da Inglaterra, assinada pelo escritório Allies and Morrison.  continue lendo…