O momento é para comprar na planta, usado ou alugar?

_MOLDURA_Marcelo_Lara_Wordpress

Veja as vantagens e desvantagens de adquirir um imóvel usado, novo ou na planta ou até mesmo avaliar o adiamento do negócio.

Há cerca de um ano, a arquiteta Fabiana Rocha, de 42 anos, decidiu trocar a cobertura em que vivia no Jardim Aeroporto por um espaço maior. Alugar não era uma opção, comprar na planta tampouco. Segundo ela, decorar um imóvel zerado aumentaria em 20% o preço da aquisição, investimento que foi poupado com a escolha de um apartamento usado.

No entanto, com a taxa de juros em um dígito e com previsão de fechar 2017 em 7,5% ao ano, o financiamento não se torna mais atrativo? A resposta, segundo especialistas, é depende.

O crédito imobiliário de fato tende a cair, mas esse tipo de operação deve considerar o risco inerente à compra de algo que ainda não existe, alerta o planejador financeiro Jaques Cohen. “A obra pode atrasar, ser embargada e, na pior das hipóteses, nem ser entregue.”

Ele lembra que as incorporadoras estão enfrentando um alto número de “distratos” – cerca de 50% dos lançamentos de médio e alto padrão foram devolvidos nos últimos 12 meses – pode comprometer a capacidade de entrega das empresas. A projeção de quanto sairão, ao final, as prestações exigidas pelo fluxo de caixa (o que se paga antes da entrega das chaves) é outro ponto que costuma ser ignorado, diz Cohen.

As parcelas são corrigidas mensalmente pelo Índice Nacional de Custo da Construção (INCC), que pode alterar substancialmente o montante final. Foi o que aconteceu com o químico Diego Clemente, de 31 anos, e sua noiva, a analista de sistemas Bárbara Mariza, de 25. O casal assinou o contrato para adquirir na planta um apartamento de 70 m² em Cotia, na Grande São Paulo, há três anos. Na época, o imóvel sairia por R$ 322 mil. A poucos meses do final da obra, o valor já estava estimado em R$ 390 mil.

Eles foram ao stand de vendas do empreendimento, que está com 50% de estoque, dizem, e simularam uma aquisição. Se comprassem hoje uma unidade idêntica, teriam de desembolsar R$ 318 mil. “Eu me senti lesada e exigimos o mesmo desconto”, conta Bárbara.

A empresa se negou, mas após ameaça de distrato por parte dos compradores, concordou em abaixar para R$ 322 mil o preço final. “Acho que se fosse fechar um negócio agora, daria preferência para um imóvel pronto ou usado, porque na planta sempre há surpresas. Internamente, está bem fiel ao que vimos na perspectiva, mas as áreas comuns e os acabamentos estão aquém”, afirma Diego.

jornal

Além de poder avaliar o imóvel já finalizado, quem opta pelo usado tem margem de negociação maior. “A crise econômica colocou os vendedores numa situação menos confortável”, afirma o professor de Finanças da Fundação Getúlio Vargas (FGV) Fábio Gallo.

Diretor de vendas da Imobiliária Lello, Igor Freire diz que os proprietários estão mais flexíveis. “Estão falando sim até para permutas com imóveis menores ou carros como entrada.” Gallo alerta, porém, para os inconvenientes de imóveis antigos, como a necessidade de reformas. Mais: estar atento à documentação da propriedade e sondar se o condomínio precisa de reparos é fundamental.

Aluguel. Se a ideia é comprar um imóvel, mas a mudança não precisa ser imediata, o conselho do professor de Gestão Financeira da PUC-SP Paulo Romaro é esperar. “Assumir uma dívida de longo prazo em meio à crise, com risco de desemprego, pode ser imprudente.” Neste caso, ele diz que o aluguel deve ser considerado.

Cohen aponta, ainda, outra possibilidade: aplicar em papéis do Tesouro a diferença entre o que iria para o financiamento e o valor pago no aluguel. Ao final do período de investimento, a pessoa terá uma boa entrada e um colchão que diminuirá o sufoco gerado por parcelas maiores, como as anuais.

Mas se o comprador estiver com as finanças estáveis, os lançamentos estocados são mais vantajosos.
“Não há os riscos de construção e a taxa de condomínio já tende a estar fixada. A oportunidade é excelente”, avalia Gallo.

A psicóloga Marisa Provetti, de 59 anos, e o marido Elcio Inhe, administrador de 65 anos, conseguiram R$ 200 mil de desconto na compra à vista de uma unidade em estoque. Eles utilizaram suas reservas para fazer o negócio. O apartamento de 150 m², na Vila Mascote, zona sul, saiu por R$ 1,2 milhão.
“Se tivéssemos precisado vender o imóvel onde morávamos para adquirir este, o negócio não seria tão bom, o mercado está desvalorizado, certamente teríamos perdido dinheiro”, afirma Inhe.

O casal tenta há três meses alugar o imóvel anterior, mas não recebeu nenhuma proposta. “Estamos dos dois lados”, diz Marisa. “Conseguimos um preço ótimo pelo novo. Agora, como proprietários, não temos uma solução para o antigo.”

marisa

A psicóloga Marisa Provetti escolheu comprar um apartamento novo estocado e conseguiu R$ 200 mil de desconto
Foto: Tiago Queiroz/Estadão

Bianca Soares, Especial para O Estado

Fonte: Estadão

CASA DE 550 M² EXIBE ESPAÇOS UNIFICADOS E ACABAMENTOS NATURAIS

luxo

No bairro do Morumbi, em São Paulo-SP, o projeto idealizado pela arquiteta Silvana Lara Nogueira tem living amplo, conectado à àrea de lazer. Nos acabamentos, encontre tecidos naturais, madeiras, couro e tijolos rústicos. Tudo em nome do conforto, da praticidade e do convívio da família.

Continua Lendo

Conheça os riscos de comprar um imóvel fora do País

Entre os estrangeiros nos Estados Unidos, os brasileiros só ficam atrás dos canadenses em compra de imóveis na Flórida, respondendo por 8% dos negócios fechados no estado, concentrando os investimentos nas cidades de Miami e Orlando.

Um dos principais atrativos apontados pelos corretores internacionais é o preço. Só para se ter uma ideia, em São Paulo a estimativa do valor médio de um imóvel usado é de R$ 550 mil.

casss

continue lendo

Saiba qual decoração é mais eficiente para quem tem animais em casa

Profissionais dão dicas valiosas de como ter um ambiente bonito e bem organizado, e que seja adequado para o bichos de estimação.

140915_Arquitetura_Decoracao_1

Para quem gosta de animais, é quase impossível não se derreter por um bichinho de estimação. É uma alegria ter um em casa cachorro, gato, hamster, tartaruga… O problema é que nem sempre essa relação é tão tranquila. Pequenos, os cachorros adoram roer tudo que veem pela frente. Os gatinhos ficam felizes em exibir as garras afiadas arranhando sofás, almofadas, colchas, cadeiras… Adultos, cães e gatos, principalmente os machos, demarcam território fazendo xixi por todos os cantos da sala. O que fazer para ter uma decoração bonita, casa limpa e organizada sem abrir mão dos inseparáveis bichanos?

Continue lendo…

Terreno estreito, casa inusitada

Lar na Coreia parece enrolar ao redor de si.

140714_Arquitetura_Decoracao_1

O terreno onde foi erguida a Casa Enrolada, em Milyang, Coreia do Sul, exigia um bom jogo de cintura de qualquer construtor. Triangular, estreito e inclinado, não facilitava as coisas para o casal de professores que desejava transformá-lo em um lar capaz de acolher a energia de suas duas crianças.

Continue lendo…

Uma casa flutuante para morar na praia em que bem entender

Empresa francesa constrói verdadeiras casas para serem atracadas no oceano

140625_Luxo

O que você prefere: uma longa viagem num navio luxuoso e exclusivo ou férias numa casa flutuante, cuidadosamente projetada para você atracar próximo à praia que mais gosta.

Continue lendo…

Família encontra maneira confortável de morar em apenas um cômodo

Indo contra o que busca a maioria das pessoas, família inteira se muda para uma casa de apenas um cômodo e vive de forma confortável e inusitada
 (Reprodução intenet/lifeedited)
(Reprodução intenet/lifeedited)
A casa não é pequena, são 110 metros quadrados, mas a família, composta por quatro pessoas, dividem um único cômodo de forma confortável e autêntica. Entediados com a limitação do espaço de um apartamento no Brooklyn, em Nova York, o casal Takaaki e Christina Kawabata decidiram procurar um casa para criar os filhos em Putnam Valley (NY). A construção é antiga e foi Takaaki que planejou a moradia e teve a ideia de deixar apenas um vão livre.

Continue lendo…

Montar uma casa sem paredes internas: Entenda o conceito e veja 10 fotos

Entenda as vantagens de se construir uma casa sem paredes internas, que proporcionam maior união entre a família e os amigos. O conceito está em grande alta nos Estados Unidos e Europa.

Casa-sem-paredes-internas-003-300x207

Quando uma casa é projetada, são elaboradas diversas paredes internas, que delimitam cada um dos cômodos do imóvel, dentre eles a sala, o quarto, a cozinha, etc.

E dentro do projeto cada um dos cômodos é feito em um tamanho específico, que as vezes acaba limitando o espaço interno da casa, deixando-a com aquela sensação de casa pequena e apertada. Continue lendo…