Genebra, a cidade do luxo onde uma casa chega a custar 65.500 euros por m2

03_luxo

A Suíça é o país com mais ricos do mundo, o que se reflete no mercado imobiliário. No centro financeiro da cidade de Genebra uma casa chega a custar 65.500 euros por m2, segundo a imobiliária de luxo Engel & Völkers. No segundo lugar do ranking das cidades mais caras do país encontram-se Zurique e Zug, onde os preços atingem os 28.000 euros por m2.

De acordo com a mediadora alemã, a Rue des Granges, em Genebra, é a zona mais cara do país, sendo que os valores praticados (os já referidos 65.500 euros por m2) são muito mais elevados face aos verificados em Cologny ou Bellevue, onde um imóvel custa 42.000 euros por m2 e 33.000 euros por m2, respetivamente.

Já em Lucerna os preços da habitação rondam os 17.000 euros por m2, um pouco mais que em Basileia (13.000 euros por m2). Estas são as cidades suíças mais económicas para comprar casa, conclui a Engel & Völkers.

Fonte: Idealista

Um raio-X do turismo de luxo no Brasil

24_luxo

Virtuoso, rede líder de agências de luxo, acaba de anunciar dados do Virtuoso Luxe Report 2017 (virtuoso.com), reconhecido como antecipador de tendências para o mercado de viagens de luxo e experiências. O relatório apresenta informações a preferência dos viajantes de luxo, através de pesquisas anuais com os consultores de viagem ao redor do mundo. Para 2017 consumidores de viagens de luxo, independente do pais de residência, buscam aventuras em regiões menos exploradas e experiências locais personalizadas. O Virtuoso Luxe Report 2017 também revelou que o setor de viagens de luxo está prosperando, com alta de venda nos últimos anos. Virtuoso analisou ainda que há uma maior procura para voos de primeira classe e sem escalas.

No Brasil, a pesquisa foi feita com consultores das 29 agências localizadas em diversas regiões do país. O Luxe Report da Virtuoso mostra, entre outros dados para o mercado brasileiro, a África do Sul como destino forte em várias das listas, até mesmo para viagens de lua-de-mel, e Japão e Portugal surgindo como principais destinos emergentes. Os Estados Unidos e Itália continuam entre os preferidos, e os roteiros internacionais com duração de uma semana aparecem como os principais tipos de viagens dos brasileiros.

Neste ano Virtuoso buscou insights em destinos em rápida transformação, alguns com o risco de desaparecerem. Cuba está no topo da lista, já que há preocupação se o país irá manter o rico patrimônio cultural em face do aumento do turismo. Os consultores também citaram as regiões polares da Antártida e do Ártico, devido à ameaça de aquecimento global. Também integram a lista a Grande Barreira de Corais australiana, que vem sendo afetada pela poluição, e Veneza, cujos canais estão se deteriorando. A ONU elegeu 2017 como o ano do Desenvolvimento do Turismo Sustentável, o que torna este tópico atual e relevante.

Recomendações para 2017

1. Vá em busca de viagens com atividades, já que as viagens de aventura são uma tendência ainda mais forte para o próximo ano. Os conselheiros da Virtuoso recomendam uma lista ampla, incluindo safári africano, nadar com tubarões no México ou Austrália, ou trilha nos Alpes suíços.

2. Surpreenda-se com uma experiência exclusiva: contrate um guia particular ou embarque em um private jet para uma inesquecível viagem de volta ao mundo. Viagens exclusivas são a principal tendência para 2017, seja alugando uma private villa em Anguilla ou uma ilha privativa ou velejando em um iate pela costa croata.

3. Descubra os sabores e coma como um local onde quer que você esteja. Aqui vale fazer aulas de culinária, desbravar os mercados, caçar trufas, jantar em restaurantes renomados ou optar por um jantar “em casa”.

4. Embarque em um cruzeiro que atenda seus interesses e personalidade. Os consultores Virtuoso recomendam os cruzeiros pela comodidade, custo-beneficio e variedade de opções. Cruzeiros fluviais proporcionam imersão cultural e a oportunidade de explorar o coração de um destino. Cruzeiros de expedição continuam ganhando popularidade, voltados mais para o contato com a natureza e itinerários para destinos remotos.

Veja os principais resultados que apontam destinos e tendências para o mercado de viagens de luxo no Brasil em 2017 dentro do Virtuoso Luxe Report:

Principais Destinos Emergentes
1. Portugal
2. Japão
3. África do Sul e Cuba
4. Índia e Myanmar
5. Antártida, Galápagos, Brasil e Islândia

Principais Destinos Internacionais
1. Estados Unidos
2. Itália
3. Austrália, Japão, França e Portugal
4. Emirados Árabes Unidos
5. África do Sul, Tailândia e Peru

Principais destinos nos EUA
1. Nova York
2. Miami
3. Los Angeles
4. Las Vegas
5. San Francisco

Principais destinos para viagem em família
1. África do Sul e Estados Unidos (NY e Orlando)
2. Itália
3. Austrália, Portugal e Brasil
4. Bahamas e México
5. Turks & Caicos, Grã-Bretanha, França e Chile

Principais destinos de aventura
1. África do Sul
2. Nova Zelândia
3. Austrália e Galápagos
4. Costa Rica, Chile, Antártida e Canadá
5. Botswana, Quênia, Tanzânia, Tailândia, Islândia

Principais destinos de lua de mel
1. Maldivas
2. Itália
3. Polinésia Francesa
4. África do Sul e St. Barth
5. Tailândia e Grécia

Principais destinos para cruzeiros
1. Cuba
2. Antártica e Ártico
3. Grande Barreira de Corais
4. Alasca
5. Machu Picchu, Maldivas e Veneza

Principais destinos em risco
1. Mediterrâneo
2. Caribe
3. Alasca
4. Europa (rios)
5. Báltico e charters

Principais motivações de viagem
1. Estar em família; viagens multigeracionais
2. Viagens de celebração
3. Viver experiências exclusivas/cruzeiros de luxo
4. Lua de mel e destination wedding
5. Viagens com propósitos específicos (culinária, vinhos, cultura, cinema)/viagens em grupos

Como os brasileiros estão viajando
1. Viagem internacional de uma semana
2. Viagem internacional de duas semanas ou mais
3. Viagem nacional de uma semana
4. Viagem internacional de 3 a 5 dias
5. Viagem nacional de 3 a 5 dias

Fonte: Bem Paraná

Edifício de luxo mais alto de NY oferece descontos milionários

03_luxo

Aqueles que compraram apartamento na ultraluxuosa torre mais alta de Manhattan receberam descontos milionários, um sinal dos tempos nesse mercado inundado de residências caras.

No número 432 da Avenida Park, os compradores que assinaram contrato e concluíram aquisições neste ano conseguiram reduções médias de 10% no valor, segundo análise da empresa de avaliações imobiliárias Miller Samuel.

Em uma das grandes transações mais recentes a serem fechadas, uma cobertura no 88º andar foi vendida por US$ 60,9 milhões, com desconto de 20% e relação ao valor inicialmente buscado pelos construtores, mostram registros municipais de propriedades tornados públicos em 2 de dezembro.

Com o surgimento de uma série de novos projetos de luxo no horizonte da cidade, as incorporadoras dos edifícios que chegaram ao mercado mais cedo estão fechando negócios para se desfazerem das unidades antes que a concorrência se torne mais acirrada.

As vendas no 432 Park, uma torre de 426 metros localizada na Rua 57, perto da Park Avenue, começaram em 2012, quando o edifício era apenas uma ideia no papel. Agora, com a construção concluída, as aquisições podem ser fechadas e os construtores estão ressaltando isso, juntamente com os cortes nos preços, como forma de selar acordos com compradores que contam com muitas alternativas.

“Acho uma jogada inteligente”, disse Jonathan Miller, presidente da Miller Samuel. “É um reconhecimento do produto que está chegando depois desse.”

Cobertura de Sanders

A cobertura de US$ 60,9 milhões foi adquirida por Lewis Sanders, o ex-CEO da Alliance Bernstein Holding. O preço pago por ele pelo apartamento de 748 metros quadrados foi inferior aos US$ 76,5 milhões buscados inicialmente pelas incorporadoras Macklowe Properties e CIM Group.

Uma enxurrada de apartamentos de luxo está chegando ao mercado em Manhattan justamente em um momento em que o interesse dos investidores está diminuindo.

A expectativa era de que mais de 3.500 unidades recém-construídas seriam listadas para venda neste ano, segundo estimativa de setembro da corretora Corcoran Sunshine Marketing Group. Mais da metade delas é considerada de luxo ou precificada em mais de US$ 2.400 o pé quadrado (US$ 25.833 o metro quadrado).

Sanders, atualmente CEO da Sanders Capital, não deu retorno a uma mensagem telefônica em busca de comentário sobre a compra, pela qual assinou contrato em maio. Joey Arak, porta-voz do edifício, disse que a Macklowe Properties prefere não comentar as vendas do 432 Park.

A torre, cujo recorde de altura acabará sendo quebrado por outros dois edifícios que estão sendo erguidos nas proximidades, também vendeu sua unidade mais alta com desconto.

A compra de uma cobertura que ocupa todo o 96º andar foi fechada por US$ 87,7 milhões em setembro, mostram registros públicos. Ela havia sido listada para venda por US$ 95 milhões.

Essa transação foi uma das nove do 432 Park nas quais o comprador assinou contrato neste ano e recebeu desconto, segundo registros municipais das vendas concluídas.

Fonte: UOL