Do alto do 10º andar, céu azul da cidade é a decoração perfeita para sala neutra

02_decoração

Do décimo andar de um prédio nos altos da Avenida Mato Grosso, a sacada integrada à sala trouxe o céu de Campo Grande para dentro do apartamento. De ponta a ponta, janelas de vidro estampam o que é o destaque da decoração.

Projeto da arquiteta Carmen Silvia Almeida, o mobiliário e a cor das paredes seguem o tom neutro para serem coadjuvantes diante da vista.

“Você tem que ter a sensação de ver o céu, de ter uma planta ali, porque aquela sacada é o seu terraço”, explica a arquiteta.

 

Com essa vista que a família se reúne para fazer todas as refeições. (Foto: Fellipe Lima - fotografia de Arquitetura)
Com essa vista que a família se reúne para fazer todas as refeições. (Foto: Fellipe Lima – fotografia de Arquitetura)

Os donos são um casal jovem com uma filha pequena, que tem muito que brincar lá dentro. No interior, o projeto valorizou a integração da casa com o exterior, harmonizando-se com a estrutura de janelas e persianas que não escondem o céu, mas ainda assim protegem do sol.

Na sacada, a arquiteta usou do sistema reiki – conjunto de trilhos com vidros sem esquadrias – com um peitoral, em que, na parte superior, os donos conseguem abrir todas as folhas. As persianas para janelas basculantes controlam a luz, permitindo que os moradores não percam a vista nem a luminosidade do ambiente.

E é olhando o azul do céu que a família passa a maior parte do tempo em que está em casa. Café da manhã, lanche, almoço e jantar são feitos na mesa posta diante da vista. “O dia a dia deles está ali. Ao lado, a prateleira ficou decorativa e ao mesmo tempo funcional, servindo de apoio para a mesa”, fala a arquiteta.

 

Poltronas a postos para quem quiser contemplar a vista. (Foto: Fellipe Lima - fotografia de Arquitetura)
Poltronas a postos para quem quiser contemplar a vista. (Foto: Fellipe Lima – fotografia de Arquitetura)
De qualquer parte da sala se enxerga o céu na varanda que vai de ponta a ponta do apartamento.(Foto: Fellipe Lima - fotografia de Arquitetura)
De qualquer parte da sala se enxerga o céu na varanda que vai de ponta a ponta do apartamento.(Foto: Fellipe Lima – fotografia de Arquitetura)

Somando as cadeiras, banco e poltronas, só na sacada a casa comporta oito pessoas sentadas. “Mas de todos os assentos você consegue ter essa vista e não se sente como se estivesse dentro de um apartamento e sim numa varanda suspensa”, prega Carmen.

O projeto levou quatro meses para ficar pronto. As persianas motorizadas como dessa sacada são da loja Perfatto e começam com valores a partir de R$ 1,4 mil o metro quadrado. Para fechar a sacada com o sistema reiki, a média de custos é de R$ 10 mil.

 

Projeto foi pensado para valorizar o céu de Campo Grande. (Foto: Fellipe Lima - fotografia de Arquitetura)Projeto foi pensado para valorizar o céu de Campo Grande. (Foto: Fellipe Lima – fotografia de Arquitetura)

Fonte: Campo Grande News

Os vasos de macramê são a nova tendência na decoração que você precisa aderir

26_decoração

Na decoração, tal qual na moda, algumas tendências voltam com tudo, renovadas e muitas vezes com um toque mais moderninho, conforme explica a designer de interiores e artesã Thalita Sampaio, 33 anos. “É normal que tendências voltem já que muita coisa se recicla, e é ótimo pois traz um novo ar a qualquer espaço. Criatividade é algo fantástico”, explica.

Ela diz que o macramê é exatamente isso: uma moda que voltou. “O macramê nos vasos nada mais é que uma forma de ter um suporte mais bacana, a um preço baixo, já que ele é basicamente feito de cordas, cizal, lã, entre outros materiais. É uma forma de expor suas plantas de forma elegante, colorida e criativa, tornando o seu espaço mais fresco e personalizado”, analisa.

Segundo ela, plantas como cactos, samambaias e suculentas são ótimas pedidas para os macramês. O suporte pode ficar no alto da sala, da cozinha, e embelezar qualquer ambiente. Não se esqueça de regar as plantas conforme o tipo de cada uma, e priorize materiais que combinem com o espaço que você já tem.

E uma das coisas bacanas é a oportunidade de fazer o seu próprio macramê. “O macramê é uma técnica de tecer fios que não utiliza nenhum tipo de maquinaria ou ferramenta, é uma forma de tecelagem manual. Trabalhando com os dedos, os fios vão se cruzando e ficam presos por nós, formando cruzamentos geométricos, franjas e uma infinidade de formas decorativas”, afirma.

Na internet existem inúmeros tutoriais de como fazer seu próprio suporte. Confira um deles abaixo.

 

Fonte: Midia Max

Recife premiará rua com melhor decoração

23_decoração

Interessados em participar do concurso “Eu amo minha rua de decoração junina” no Recife podem se inscrever a partir de quinta-feira até o dia 1º de julho. A competição tem inscrição gratuita e os candidatos devem preencher um cadastro no site www.euamominharua.com.br. A disputa tem por finalidade promover a decoração nas ruas do Recife, incentivando o morador a usar a criatividade na hora de enfeitar e comemorar o período de São João, Santo Antônio e São Pedro. A competição também instiga o respeito à tradição artístico-culturais da região Nordeste.

O resultado final dessa divertida disputa será divulgado no dia 26 de julho. O primeiro colocado receberá uma placa alusiva ao concurso cultural e um arraial de São João com quatro horas de festa. Ao segundo e o terceiro lugar será disponibilizado um trio pé-de-serra com três horas de festa. Todas as premiações acontecerão no dia 1º de julho.

Oito membros deverão fazer parte da comissão julgadora. Como jurados serão enviados representantes da Fundação de Cultura da Cidade do Recife, da Secretaria de Turismo e de Lazer do Recife, da Secretaria de Cultura do Recife, do Conselho Regional de Arquitetura e Urbanismo, do Sindicato dos Jornalistas de Pernambuco, do Instituto de Arquitetos do Brasil e do Meio Artístico. Também vão acontecer votações online por meio do website do concurso. No ano passado a grande vencedora foi a rua Vertente dos Lírios, que fica no bairro da Várzea.

Fonte: Folha PE

Chalk art, a arte do giz, é tendência em decoração

5_decoração

Tendência na Europa e Estados Unidos há alguns anos, a chalk art assumiu um protagonismo na decoração de festas, residências e empresas. A técnica se baseia no uso do giz – aquele mesmo, das salas de aula de antigamente – para ilustrar paredes e painéis. Entre as vantagens estão o preço, a personalização (ninguém vai ter uma arte igual a sua!) e a possibilidade de dar cara nova a um espaço sem que seja preciso fazer uma reforma.

O ilustrador Paulo Buarque conta que ano passado a procura pelo chalk art deu um salto. Festas infantis começaram como o grande vilão – Paulo é especialista em ilustração para história em quadrinhos e já fez a alegria dos pequenos com seus desenhos de Homem-Aranha, Super-Homem e até Mundo Bita nos aniversários. Para dar a cor exata do personagem, ele utiliza material importado, já que o giz encontrado nas papelarias tem paleta limitada. Casamentos e festas de 15 anos logo engrossaram os pedidos.

Mais uma opção

De alguns meses para cá, ter uma parede personalizada, única dentro de casa ou no trabalho virou objeto de desejo de muita gente. Segundo o ilustrador, para domicílios e empresas o mais comum é utilizar uma caneta especial que, à base de tinta branca, simula o giz, de forma que a pintura fique definitiva no local. Cada parede leva cerca de três horas para ficar pronta. Mas há quem queira usar o giz tradicional justamente para ter a chance de renovar o visual dos espaços, de tempos em tempos.

A Confraria da Barba foi a primeira a pedir a Paulo ilustrações com o giz legítimo. “Como nossa ideia é substituir as artes a cada seis meses, dando novos ares à casa, optamos pelo giz tradicional, que pode ser facilmente apagado”, conta o proprietário Marcos Canuto. Oito horas foram necessárias para pintar cinco paredes. Em média, o metro quadrado sai a R$ 100.

Você pode escrever o que quiser

A arquiteta e beersommelière Julyana Alecrim usou a técnica em casa e na empresa. “Minha intenção é constantemente mexer no desenho das paredes pra mudar a configuração do espaço sem ter que fazer uma nova decoração ou reformar”, diz Julyana. Para criar ambientes mais receptivos e agregadores, a parede preta tem sempre uma área sem ilustrações para que amigos e clientes se sintam convidados a pegar o giz e participar da construção do painel. No escritório do Mercado da Breja, empresa que administra ao lado do marido, a lousa ganha a contribuição de todos. Em casa, a arte recebe contornos ainda mais especiais: a pequena Valentina, 3 anos, diariamente cria suas obras no espaço.

Fonte: Blog Social 1

Nos EUA, canal de decoração tem mais audiência do que ESPN e TNT

31_decoração

O canal de decoração HGTV, inédito no Brasil, fechou o ano de 2016 com 880 mil telespectadores por dia nos Estados Unidos e está sendo considerado um fenômeno. Ficou à frente de canais tradicionais e que exigem investimentos muito mais vultosos, como ESPN (esportes) e TNT (filmes e séries).

O HGTV é o quarto colocado no ranking dos canais mais assistidos pelos norte-americanos, atrás apenas dos infantis Cartoon Network e Nickelodeon e do noticioso Fox News, o primeiro colocado, segundo informações da revista Variety.

O HGTV faz parte do catálogo da programadora Scripps Networks e foi um dos poucos canais que cresceu em audiência entre 2015 e 2016. Além disso, o canal custa pouco para as operadoras: 23 centavos de dólar por mês. A ESPN, o canal mais caro da TV paga norte-americana sai por US$ 7,86 (R$ 24,20).

Outro destaque da Scripps, o Food Network cravou um espaço no top 15, com 596 mil telespectadores por dia _é mais do que o AMC, de The Walking Dead.

Informação predomina
Os três principais canais de notícias aparecem nas 15 primeiras posições dos mais vistos dos EUA. Eles somaram 2,7 milhões de telespectadores por dia em 2016, ano de eleições no país. A conservadora Fox News teve média de 1,4 milhão de telespectadores por dia, enquanto a CNN ficou 757 mil e a  MSNBC, com 609 mil.

Antes de Donald Trump virar presidente dos Estados Unidos, a CNN tinha uma postura mais neutra no noticiário. Após a vitória do empresário, o canal da Turner se tornou uma voz de oposição. Recentemente, uma equipe do canal foi barrada na Casa Branca, atitude tida como uma represália.

Já a Fox News, com foco mais em opinião do que no telejornalismo convencional, é claramente pró-Trump. Por sua vez, a MSNBC defende um ponto de vista mais à esquerda no universo político.

Veja o ranking dos 15 canais mais vistos nos Estados Unidos em 2016 (números levantados pela revista Variety):

1) Fox News: 1,4 milhão de telespectadores por dia;
2) Nickelodeon: 1,2 milhão;
3) Cartoon Network: 1 milhão;
4) HGTV: 880 mil;
5) USA Network: 849 mil;
6) ESPN: 827 mil;
7) TNT: 821 mil;
8) CNN: 757 mil;
9) Investigation Discovery: 714 mil;
10) History: 637 mil;
11) TBS: 620 mil;
12) Discovery Channel: 610 mil;
13) MSNBC: 609 mil;
14) Food Network: 596 mil;
15) AMC: 536 mil.

Fonte: UOL

Tendências de Decoração Rústica em 2017: inovações, cores e texturas

24_decoração

O portal WebRústicos aponta as principais novidades do ano na hora de decorar a casa com estilo.

Para quem está mais ligado em decoração de interiores, os móveis, cores e texturas de aspecto rústico já vêm ganhando espaço no mercado faz algum tempo – e se consolidaram ainda mais em 2016 e entraram 2017 com toda força.

Já é possível elencar as maiores novidades e inovações na decoração rústica para a temporada atual através das feiras e eventos do setor, onde arquitetos, decoradores e designers especializados dão suas opiniões e pareceres. O portal WebRústicos, dedicado ao segmento, reuniu algumas dicas para quem deseja renovar ambientes seguindo as tendências do estilo. Entre os destaques, muitas opções para diferenciar os espaços com cores e texturas que estão em vigor. Confira a seguir.

CORES
Usar e abusar da variedade de cores é uma das principais tendências em 2017. Hoje em dia os tons mais fortes vêm ganhando espaço dos neutros, que antes dominavam o cenário da decoração. Tudo com a intenção de trazer mais vida ao ambiente e destacar alguma obra de arte, móvel ou peça decorativa.

Como a intenção é manter o aspecto rústico do ambiente, o verde escuro se torna a escolha ideal tanto para móveis – como sofás, mesas e cadeiras -, quanto para paredes. O azul, usado em uma tonalidade mais sóbria e fosca, também pode ser usado, assim como o cinza, o rosa antigo, o cimento e cores que lembrem cerâmica.

Contrastar, porém, é preciso: móveis claros combinam com paredes escuras, e vice-versa. Tudo para manter a iluminação adequada no ambiente e evitar a absorção excessiva de calor.

REVESTIMENTOS
Outra tendência é usar os revestimentos para trazer o aspecto rupestre para o lar. A parede de tijolinhos é um ótimo exemplo de como transformar um espaço misturando a singela aparência campestre com a elegância moderna. O cimento queimado e azulejos antigos também vieram para ficar, tanto nas áreas úmidas (como cozinhas e banheiros), quanto nas áreas íntimas (quartos, salas e áreas de lazer).
As paredes também podem ser revestidas de cortiça para trazer o semblante rústico desejado, mas de forma suave, e ainda dá para usá-la como mural de fotos e lembranças.
Painéis de madeira e ornamentos de palha também estão em alta quando o assunto é destacar detalhes.

Fonte: Terra

Apartamento de solteira – dicas decoração só para elas

17_decoração

 

A verdade é que muito se fala em decoração de apartamento de solteiro, que em teoria, eles que sempre querem ficar sozinhos, morando em apartamentos pequenos, com conforto e bem favoraveis para eles. Será?! As mulheres também vivem sozinhas. Moram em apartamentos grandes ou pequenos, levam as amigas, amigos, namorados, família… Tudo bem normal. É óbvio que elas tam suas particularidades e nem tudo que eles fazem, cabe a mulher fazer. Isso vai de cada uma. Mas o que vamos tratar aqui, é de decoração. Dicas para a casa da mulher independente ficar bem bonita e a cara dela. Todos sabem que a mulherada de hoje está mais resolvida do que nunca. Elas priorizam na hora de montar a casa organização, otimização de espaços e praticidade, isso sem deixar de dar aquele toque especial e imprimir a sua energia em cada detalhe.

20161211sofa-branco-21

butalaya

E a nossa primeira dica é respeitar o seu estilo. O fundamental é criar uma decoração que atenda às suas necessidades. Mesmo sendo romântica…

joyce-0002-dsc6917jpg_

Clássica…

espelho_na_decoracao_10

Ou mais moderna!

espelho_na_decoracao_03

Se tratando de espaço, vamos levar em conta os imóveis com a metragem reduzida. Uma ótima opção para decorar os ambientes é investir em móveis planejados e multifuncionais.

projeto-fernanda-marques-foto-Demian-Golovaty

Também temos sugestão para um escritório feminino. Olha esse com móvel solto, adornos e cor.

7e20582a737ba0621d6c3b63031caa29

Nossa terceira e última dica é para dar uma sensação de amplitude, use espelhos e dê preferência aos tons mais neutros, investindo em objetos coloridos para dar mais vida e graça ao ambiente.

10-quartos-de-casa-color

Como-usar-espelho-decoração-2

Fonte: Blog Art Et Decor

Conheça Zalipie, cidade onde todas as casas têm flores pintadas à mão

10_decoração

Reza a lenda que há mais de um século atrás, querendo deixar suas casas mais bonitas para o feriado de Corpus Christi, as moradoras de Zalipie, uma pequena vila a cerca de uma hora de Cracóvia, na Polônia, começaram a pintar as paredes e até o teto de suas casas com flores coloridas que ajudavam a disfarçar as marcas de fuligem feitas pelo fogão.

10_decoração.1

10_decoração.2

As estampas foram aos poucos se tornando um costume local e, em 1948, inspiraram The Painted Cottage, uma competição de pintura na qual homens e mulheres criam ou retocam os seus próprios arranjos florais nas paredes das casas, ao redor das janelas e das portas. A disputa, segundo os locais, surgiu como uma forma de ajudar o país a se recuperar psicologicamente dos horrores da Segunda Guerra Mundial.

10_decoração.3

Até hoje, a cidade encanta turistas com suas cores e pinturas delicadas – que agora estão por toda parte, do interior das igrejas às pontes e até mesmo em casinhas de cachorro. Para quem passa pela vila, a parada obrigatória é o Museu de Felicja Curyłowa, a mais famosa das pintoras da pequena cidade. A senhora que faleceu em 1974 estampou três casas inteiras, por dentro e pro fora, e – segundo relatos de viajantes – inspira a todos a voltar para casa e sair pintando as paredes com o máximo de cores possíveis! Será?

10_decoração.4

Fonte: Casa Vogue

Como deixar a casa mais aconchegante com plantas

15_decoracao

Em um encontro de blogueiros em Paris, Igor Josifovic, autor do Happy Interior Blog, conheceu Judith de Graff, que comanda o Joelix. Logo de cara, o bate-papo entre os dois rendeu muito mais do que eles poderiam imaginar. Isso porque a dupla descobriu um amor em comum: plantas. Logo surgiu a ideia de criar um espaço para falar sobre o assunto. Assim, em 2013, nasceu o Urban Jungle Bloggers.

No blog, Igor e Judith trazem ideias de decoração com plantas e abordam os vários benefícios de ter verde em casa. Mas não fazem isso sozinhos, o espaço funciona como uma espécie de comunidade onde convidados também escrevem sobre o tema. Tudo que é publicado, no entanto, passa pela curadoria dos dois.

No dia a dia, a distância entre a dupla não atrapalha a dinâmica do site. Igor mora na Alemanha e Judith na França, mas a cumplicidade entre os amigos funciona tão bem que até um livro sobre o assunto eles lançaram. Homônimo ao blog, a obra Urban Jungle (Editora Callwey) aborda os benefícios de viver rodeado de verde.

Toda essa bagagem sobre a vida cercada por plantas foi tema do bate-papo que Casa e Jardim teve com a dupla. Confira abaixo e aproveite as dicas para trazer muito mais verde para dentro de casa. “Além de lindo, deixa o lar mais aconchegante e saudável”, afirma Igor.

Casa e Jardim – Quando surgiu o amor pelas plantas?
Igor Josifovic:
 Plantas têm sido parte da minha vida desde a infância. Meus pais tinham muitas espalhadas pela casa. Quando mudei para o meu próprio apartamento foi natural trazer um pouco de verde. Claro, eu comecei com uma ou duas espécies. Hoje, tenho por volta de 50 plantas distribuídas no meu pequeno apê.

Judith de Graff: A casa da minha família nos anos 1980 era uma verdadeira “floresta urbana”, tinha plantas por todos os lados: nas cadeiras, mesas, janelas… Quando adolescente, eu trabalhei em uma floricultura. Mas a paixão pelo verde só despertou de verdade quando visitei o Jardim Exótico em Mônaco. Eu quis levar a sensação boa daquele lugar para dentro de casa. Foi aí que comecei a ter as minhas próprias plantas e nunca mais parei.

CJ – Desde o nascimento do Urban Jungle Bloggers, o lar de vocês mudou muito?
Igor:
 A sensação é que cada vez tem mais verde. Eu tenho tantas plantas de diferentes tamanhos. Constantemente tenho que doá-las a amigos e familiares.

Judith: Igualmente aqui. Minha casa está totalmente esverdeada. E eu também adoro brincar com vasos. Agora não tenho mais espaço para eles no chão e bancadas, a solução foi apostar em plantas penduradas. Tenho uma espécie de jardim vertical.

CJ – Vocês podem contar um pouco sobre decoração com plantas?
Igor:
 Eu sou um grande fã do estilo de decoração boho. Gosto de misturar elementos étnicos, texturas vintage, cerâmicas artesanais, objetos garimpados em brechós e lembranças de viagens para trazer a minha personalidade ao lar. As plantas são o acompanhamento perfeito para acentuar o estilo de vida boêmio à casa.

Judith: Eu amo ter uma casa iluminada e colorida com um estilo contemporâneo. Para isso, gosto de misturar peças de design com objetos que herdei. Tudo coroado com muitas espécies de plantas espalhadas pelo lar. Uma vez tentei deixá-las todas juntas em um só lugar, mas achei que o resto da casa ficou vazio e sem alma. O verde traz muito mais personalidade para os espaços.

CJ – Qual a sua maior inspiração na hora de escolher as plantas para decorar o lar?
Igor:
 Algumas plantas eu escolho da minha “lista de desejos”, outras eu encontro por acaso nas ruas. Tem aquelas que são lembranças de viagens a outros países, algumas são presentes e tem também as que descubro nas floriculturas locais. O mais importante, na minha opinião, é misturar espécies grandes e pequenas. Eu também gosto das suculentas por conta da folhagem tropical. A dica é imaginar a espécie escolhida na sua casa. Se combinar com o seu estilo e parecer certo: leve!

Judith: Assim como o Igor, eu também tenho a minha “lista de desejos”, mas muitas outras plantas chegam de diferentes locais: floriculturas, presentes de amigos, lembranças de viagens ou até trocas com outros amantes de plantas. Eu também sempre escolho novas espécies pensando em meus três gatos. Elas não podem ser tóxicas ou muito atraentes para eles. Eu adoraria ter plantas frondosas em minha mesa do escritório, mas, com certeza, eles derrubariam e ainda comeriam. Então, preciso mantê-las fora do alcance dos bichanos. Por sorte, eles não se interessam pelas minhas suculentas, que amo, e posso ter quantas quiser.

CJ – Quais são os maiores benefícios de ter plantas em casa?
Igor:
 Nós acreditamos que existem inúmeros benefícios. Primeiro, plantas transformam o lar e trazem vida a qualquer ambiente. Elas também melhoram o clima da casa, já que purificam e umidificam naturalmente o ar. Além disso, o verde tem um efeito relaxante em nossa mente e nos conecta à natureza. E por último, mas não menos importante, plantas transformam para melhor qualquer decoração. Em poucas quantidades ou uma “quase floresta” inteira, o importante é trazê-las para dentro de casa.

CJ – E como elas podem deixar o lar mais aconchegante?
Judith:
 As plantas adicionam, instantaneamente, vida e aconchego a um lar. Verde é, geralmente, a cor que relaxa e eleva a harmonia nos ambientes. Trazer espécies para dentro de casa nos lembra a beleza da natureza, além de deixar a atmosfera quente e confortável. E, principalmente, elas são o elemento perfeito para criar um ambiente de refúgio no lar.

CJ – Vocês afirmam que as plantas também deixam o ambiente mais saudável. Como funciona?
Igor: 
Sim, as plantas deixam o lar mais saudável. Muitos estudos têm revelado que, além de purificarem o ar, elas também removem toxinas. Isso porque umidificam naturalmente os ambientes, o que traz oxigênio fresco. Esse é o processo que deixa nossa casa melhor e mais saudável.

CJ – E quais são as melhores espécies para se ter em casa?
Judith:
 Não existe uma regra. Depende muito do tamanho do lar e do estilo do morador. Uma preocupação a se levar em conta é se tem crianças e animais de estimação, afinal algumas espécies são tóxicas. Se a busca é por plantas que purifiquem o ar, opte por espada-de-São-Jorge, jiboia, babosa, samambaia americana ou clorofito.

CJ – Também podemos levar plantas para o escritório, certo? Qual a melhor espécie?
Igor:
 As plantas melhoram a nossa concentração e criatividade. E também renovam o oxigênio do escritório. Aqui é preciso levar em consideração a luz incidente no espaço. Mas existem algumas espécies bem resistentes. Aposte em espada-de-São-Jorge, aglaonema ou lírio da paz.

CJ – Para finalizar, como podemos decorar com plantas?
Judith:
 1. Crie um minijardim no parapeito de sua janela: combine várias plantas da mesma espécie, por exemplo cactos. Ou faça um mix de plantas de tamanhos e texturas diferentes para criar uma floresta urbana.

2. Faça seu próprio terrário: use uma jarra de vidro e aposte em plantas que amam umidade, como a peperomia, geastrales e outras.

3. Aposte em um jardim vertical. Com tutoriais disponíveis na internet é possível montar os suportes gastando pouco.

4. Uma única planta robusta em um ambiente funciona muito bem. Que tal uma árvore-da-borracha? Ou uma grande euphorbia? Um cacto alto também é uma excelente opção. Para completar, um quadro com uma imagem botânica traz ainda mais charme ao espaço.

5. Vários vasos de plantas. Aqui é um outra opção de faça você mesmo. Que tal desenhar e pintar seus vasinhos? Combine peças vintages com referências modernas.

Fonte: Casa e Jardim

 

 

O que vem por aí

A cada seis meses, São Paulo é sede das mostras de decoração e utilidades domésticas mais disputadas do país. Gente do Brasil inteiro vem atrás das novidades apresentadas em eventos como a Paralela Gift e a Abup. Por ali são antecipadas tendências e é possível traçar um mapa decorativo do que iremos encontrar nas lojas de decoração nos meses seguintes.

Este ano nada ganhou no quesito “todo mundo deseja” dos utilitários com apelo retrô. Importadoras como a Prana, a Basic Kitchen e a All Import investiram pesado em carregamentos de latas de mantimentos, acessórios de confeitaria, vidros de conservas, suportes para canudos e guardanapos, saleiros, bandejas e até sacolas de compras com estampas e linhas inspiradas nos utilitários dos anos 1950 e 60.

Nunca se viu tamanha onda nostálgica nesse setor. E nem procura tão grande por parte dos lojistas – que se engalfinham nas mostras atrás de produtos novos para rechear seus estabelecimento comerciais.

O que justifica essa volta ao passado? Na minha sincera opinião, os fabricantes e importadores descobriram no universo decorativo vintage um segmento lucrativo. Os consumidores, por sua vez, se derretem por produtos que os levam para tempos mais singelos. Sentem saudade da avó, da tia que lhes preparava bolinhos no café da tarde, da mãe que acondicionava em latas com estampas de maçãs as bolachas de chocolate que iam para a lancheira da escola.

Tendências, têm a ver com vontades coletivas. Mas quando ganham valor de mercado, aí ninguém escapa a movimentação toda que provocam.

Fonte: Blog Tecnisa – Por Chris Campos